editora Escala

Buscar
ok
Buscar
ok  
 
   

Cultura
 
 

Moda da Savana


O guarda-roupa é a savana. No sul da Etiópia, jovens surma e mursi transformam flores em chapéus, folhas em xales. Com fantasias fantásticas, eles colocam colorido no cotidiano cinzento dos povos pastoris. O fotógrafo Hans Silvester rendeu-se a sua magia


Aproximadamente 20 povos vivem no vale do Rio Omo, no sul da Etiópia. Pastores nômades em sua maioria, eles frequentemente se encontram em pé de guerra: por água, pastos, armas. O fotógrafo Hans Silvester chegou por acaso a essa região distante - mas a ela retornou várias vezes, a fim de documentar a cultura das tribos.
O grande tema do fotógrafo, hoje com 70 anos, é a arte corpórea arcaica dos surma e dos mursi. Eles transformam sua pele em tela: profundas cicatrizes e pinturas cheias de motivos abstratos constituem adereços. E eles se divertem ao se enfeitar com gramíneas, folhas e frutos da margem do Omo - um constante jogo de transformação, agora descoberto também pelos turistas. Para as tribos, isso significa uma bem-vinda fonte de renda.

O próprio Silvester teve de pagar por suas fotos. Para ele, a espontaneidade dos protagonistas parece não ter sofrido com isso: os surma e os mursi se mostraram "com a naturalidade e o orgulho característicos das pessoas do vale do Omo".

 

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5
 





botânico Nikolai Vavilov Stálin





  ContentStuff - Sistema de Gerenciamento de Conteúdo - CMS